Membros da equipa

José Mapril
José Mapril obteve o seu doutoramento em Antropologia no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, com uma pesquisa sobre transnacionalismo e Islão entre bangladechianos em Lisboa. Atualmente, é investigador integrado no CRIA, polo FCSH-UNL, onde desenvolve um novo projeto sobre expectativas, subjectividades e remigrações entre luso-bangladeshis. É também professor auxiliar convidado no Departamento de Antropologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Tem publicado livros e em revistas nacionais e internacionais.

Simone Frangella
Simone Frangella é doutora em Ciências Sociais pela Universidade de Campinas, Brasil (2004). Atualmente é investigadora de pós-doutoramento no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, com apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). Dedica-se, neste período a questões relacionadas com as mobilidades transnacionais, particularmente os fenómenos migratórios e suas dinâmicas sociais e simbólicas, tendo como recorte empírico a migração brasileira. Neste universo, alguns aspectos são privilegiados: as relações de género e familiares, os discursos sobre identidade nacional e sobre pertenças territoriais, relações geracionais, a produção cultural, a gestão da vida e a construção da pessoa.

Max Ruben Ramos
Max Ruben Ramos é doutorando no ICS-ULisboa, onde desenvolve uma tese sobre a mobilidade de pastores, missionários e líderes protestantes cabo-verdianos para outros países africanos e Portugal. Pesquisa também sobre música e migração cabo-verdiana em Lisboa e mais recentemente sobre a concepção e gestão da morte entre os imigrantes cabo-verdianos em Portugal. Publicou artigos em Portugal, Brasil e Itália.

Irene Rodrigues
Irene Rodrigues é doutorada em Antropologia pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (2013) com uma tese sobre migração chinesa em Portugal. Tem trabalhado sobre migração chinesa , focando os aspetos do género, da simbologia do dinheiro e do consumo, e mais recentemente sobre migração chinesa e a gestão transnacional da morte. Entre 1999 e 2001 estudou língua e cultura chinesas na Universidade de Línguas e Culturas de Pequim como bolseira do Instituto Camões e do governo chinês. É co-guionista do documentário sobre migração chinesa em Portugal Nós, os Chineses produzido pela Livremeio para RTP (2013). Atualmente é Professora Auxiliar do ISCSP-Universidade de Lisboa, onde lecciona desde 2001.

Beatriz Padilla
Beatriz Padilla é doutorada e mestre em Sociologia pela Universidade do Illinois em Urbana-Champaign; e mestre em Assuntos Públicos pela Universidade do Texas em Austin, nos EUA, e licenciada em Administração Pública e Ciências Políticas pela Universidade Nacional de Cuyo, em Mendoza, Argentina. Atualmente é Professora Associada do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, e investigadora integrada no Centro de Investigação em Ciências Sociais-ISCTE-IUL. Os seus principais temas de pesquisa incluem migrações, políticas públicas, globalização, saúde e bem-estar social, movimentos sociais e desigualdades globais em género, raça e etnicidade.

Philip Havik
Philip J. Havik (Doutoramento, Leiden University, NL) é atualmente investigador principal no Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) em Lisboa, e também leciona na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da Universidade Nova de Lisboa. A sua investigação multidisciplinar centra-se no estudo da saúde pública e da medicina tropical, formação do estado, governabilidade, mediação e empreendedorismo cultural na Africa Subsaariana, com ênfase especial na Africa Ocidental. As suas publicações mais recentes incluem ‘Reconsidering Indigenous Health, Medical Services and Colonial Rule in Portuguese West Africa’, in: CEAUP (coord.) O Colonialismo Português: novos rumos para a historiografia dos PALOP, Porto: Humus, 2013: 233-66.

Andreia Silva
Andreia Jorge Silva é doutorada pela Universidade Católica Portuguesa, 2013; Mestre em Saúde Pública, na especialização de Política e Administração de Saúde, Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa, 2004; e Licenciada em Enfermagem, pela Escola Superior de Saúde de Portalegre do Instituto Politécnico de Portalegre, 2000. É Professora adjunta da Escola Superior de Saúde de Portalegre do Instituto Politécnico de Portalegre desde 2009; e Diretora de Serviços de Prevenção da Doença e Promoção da Saúde, desde 2014.

Violeta Alarcão 
Socióloga e investigadora da Unidade de Epidemiologia do Instituto de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina de Lisboa desde 2004. As suas principais responsabilidades são a gestão de projetos de investigação a nível nacional e internacional e a coordenação de equipas de campo. Tem vindo a trabalhar sobre vários temas, destacando-se, por um lado o género e a sexualidade, e por outro, as migrações e a saúde. Encontra-se a realizar o seu doutoramento em sociologia na área da sexualidade e as suas áreas de interesse atuais são a sexualidade e género, a sexologia enquanto ciência e profissão, e a saúde das populações migrantes.

Filipe Leão Miranda
Assistente de investigação com Mestrado na área da Psicologia Clínica. Exerce as funções de investigador da Unidade de Epidemiologia do Instituto de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina de Lisboa, onde é responsável pelo desenho e implementação de material de recolha de dados, pelo acompanhamento de recolha e tratamento dos mesmos, pela coordenação operacional de ferramentas online da unidade e também pelo apoio à gestão informática e financeira. Com formação especializada na área da psicoterapia, desempenha as funções de psicólogo clínico em contexto de internamento e consultório privado.

Sónia Dias
Sónia Dias is Associate Professor and Director of the International Public Health Unit of the Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Universidade Nova de Lisboa. She has a PhD in International Health. She is Coordinator of the Master in Health and Development. She teaches postgraduate courses and supervises PhD and masters students. She has been involved as a national coordinator in EU projects and PI in national research and intervention projects concerning migrants’ health, HIV/other STI prevention, sexual health promotion, health of vulnerable groups, access to health services and community intervention. She has published in books and in international and national peer-reviewed journals.

Marta Rosales
Marta Vilar Rosales é antropóloga, Professora Auxiliar convidada no Departamento de Antropologia da FCSH-UNL e investigadora integrada do CRIA, onde coordena a linha de investigação “Migrações, Etnicidade e Cidadania”. Os seus principais interesses de pesquisa centram-se nas migrações, culturas materiais e consumos contemporâneos, e antropologia dos media. Tem desenvolvido trabalho de terreno em Portugal, Moçambique, Brasil e Canadá.

Nora Machado

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.